MALABARES TEOLÓGICOS EM DIAS DE FOLIA


 CUIDADO COM OS MALABARES TEOLÓGICOS NESTES DIAS!
Santa Catarina de Sena, numa noite de carnaval de 1367, continuava a pedir incessantemente a Jesus: "Casa comigo na fé!". E eis que lhe aparece o Senhor e lhe diz: "Agora que os outros estão a divertir-se eu estabeleço celebrar contigo a festa da tua alma".
http://www.vatican.va/roman_curia/secretariat_state/card-bertone/2007/documents/rc_seg-st_20070429_santa-caterina_po.html


Mal chegam estes dias dissolutos e começam a aparecer blogueiros “católicos” com seu malabarismo teológico em defesa do carnaval. Todos os anos a mesma coisa se repete com monotonia. Querem entrar na folia, mas precisam amortizar a consciência com justificativas. Tal é o espírito mesmo do catolicismo neste país, um catolicismo carnavalesco. E tão carnavalesco que tornou-se costume carnavalizar a própria missa, para adequá-la ao estado espiritual das almas. Nas missas, pula-se o carnaval o ano inteiro. O padre de palhaço, e os fiéis de bobos. Aquelas inversões típicas do carnaval já ocorrem no seio da Igreja. O fiel manda. O padre obedece. O bispo abençoa. A Igreja samba e assim é que hoje tudo tem terminado, em samba.

***

Amigo visitante, que visitando um blog aqui outro acolá, fique atento. Não se deixe enganar pela magia sofístico-teológica dos malabares. A serpente sofista enganou Eva através de artifícios de linguagem. Não vá você cair na enganação também. E se tu compreendes, compreendes de fato, pois compreender as coisas é compreender as relações que elas guardam com Cristo.

Portanto, recomendo nestes dias a leitura de textos fundamentais sobre o assunto, disponibilizados neste blog:


Ou clique no ficheiro lateral: carnaval

Você saberá:

Como os santos passavam o carnaval. E isto é de fundamental importância, afinal, a Igreja ao canonizá-los nos propõe como modelos. Mas caso queira seguir algum blogueiro...

O que Nosso Senhor falou à irmã Lúcia sobre as festas carnavalescas. Se é que para você a opinião de Nosso Senhor tem alguma importância...bom, talvez você diga que se tratando de uma revelação privada prefere não crer por conveniência.

O que fazer para seguir o espírito da Igreja neste tempo de Carnaval. Está lá no catecismo do abade Fleury, 1769. Ou você não gosta de coisas antigas?

O que devemos fazer para nos conformarmos com os desígnios da Igreja no tempo de Carnaval.  Este conselho está no catecismo de um papa santo, São Pio X.


O que a Igreja nos propõe nos dias de Carnaval. Este conselho encontrei-o no Tesouro da Oratória Sagrada, 1850

O que São Francisco de Sales fazia no Carnaval? Cuidado para não se decepcionar. Ele não ia nem para “folia de Cristo” alguma.

O que diz o ensino tradicional da Igreja sobre o Carnaval. Está nesta obra: Práticas Morais para todos os domingos do ano. Tomo VI. 1863.

Se é lícito participar dos folguedos carnavalescos? Dom Antônio de Castro Mayer, bispo de Campos vai lhe responder.

O que Santo Afonso Maria de Ligório meditava sobre o Carnaval. Também por aqui você encontrará.



Papa Francisco

Fé, História, Filosofia e Literatura

“Examinai tudo; retende o que é bom.” (São Paulo Apóstolo)

"Pertence aos cristãos tudo o que os pagãos disseram de bom" (S. Agostinho)

"Non somos senón peregrinos de viaxe; a nosa patria é o ceo". (Caetán de Thiene)

"¡Dios ayuda a Santiago!"

"A Igreja está [humanamente] acabada." (D. Bernard Fellay)

About this blog

Follow by Email

Seguidores

Archivo del blog